Entrevistas

Escovar os dentes é uma arte

A higiene oral não é tão fácil como algumas pessoas pensam. Muitos profissionais da área de Odontologia ficam satisfeitos quando os pacientes usam o fio dentário de forma regular e correta. Mas existe uma organização chamada iTOP, que tem como objetivo ampliar a profilaxia oral. E o que é isso exatamente? Laura Breitschmid, responsável pela metodologia iTOP, falou com a “Dental Tribune Swiss Edition”. Publicado pela primeira vez em ZWP online na Suíça, a 02/09/2013.

Escovar os dentes é uma arte

Laura Breitschmid, o que é iTOP?
O iTOP é uma filosofia de prevenção oral que defende a higiene oral treinada individualmente. Os seminários e workshops são realizados pelo grupo iTOP. Os profissionais de saúde oral reúnem-se periodicamente para mudar o seu conceito de profilaxia a longo prazo.

O que é que é preciso mudar?
A profilaxia não começa no consultório, mas em casa. Os profissionais de higiene oral podem fazer mais do que apenas identificar se há alguma cárie dentária ou medir a sua profundidade: podem oferecer aos pacientes ajuda real e ensinar-lhes um método de escovagem correto.

Como é que descreve um seminário iTOP?
Especificamente, um seminário iTOP fornece critérios e técnicas para que os profissionais de saúde oral tomem as melhores decisões e usem os instrumentos mais adequados no combate à placa bacteriana, de forma individual. O objetivo é fazer com que as pessoas percebam que a preservação dos dentes ao longo da vida é possível. No entanto, a maioria das pessoas precisa de um profissional a orientá-las. Transmitir estes conhecimentos e desenvolver a formação individual em profilaxia oral é aquilo que define o iTOP.

O que é isso exatamente?
Primeiro, os participantes precisam de aprender a escovar corretamente os próprios dentes, para que, em seguida, possam transmitir essa técnica aos seus pacientes. Nós falamos muito em treino e instrução. Também é importante saber como motivar o paciente. Tudo isto se aprende num seminário iTOP.

Como é que dizemos a médicos dentistas e higienistas orais “Vocês não sabem escovar os dentes corretamente”?
Não estamos a dizer que esses profissionais não sabem escovar os dentes. Nos seminários iTOP costumamos perguntar: "Onde é que aprenderam a escovar os dentes? Quando é que foi a última vez que alguém se sentou ao vosso lado e trabalhou esta técnica convosco?".

Isso é pouco comum?
De facto. A escovagem é algo tão básico que se tornou de uma importância secundária para nós. Quem é que gosta de ser questionado sobre uma coisa destas? Já para não falar no facto de que escovar os dentes, depois de vários anos de estudo em medicina dentária, é visto como demasiado simplista. No entanto, a escovagem é uma arte, como dançar a salsa, por exemplo.

O seminário iTOP considera-se independente de produtos. No entanto, existem sempre produtos CURAPROX nos seminários. Isso não é uma estratégia de marketing?
O iTOP trabalha com produtos CURAPROX porque satisfazem as exigências dos seus instrutores. É uma parceria que se aplica enquanto os produtos CURAPROX preencherem esses requisitos. O feedback dos participantes e instrutores é muito valioso para a CURAPROX, para melhorar continuamente os seus produtos.

As inscrições para os eventos iTOP esgotam com meses de antecedência em vários países, mas não na Suíça. Como é que explica isto?
Esta é uma pergunta difícil. Os participantes dos seminários seguem os mesmo pré-requisitos e quase todos estão ao mesmo nível. Não é que também exista uma maior ou menor necessidade em certos países. A frequência dos cursos desempenha um papel importante, certamente. Não sei as razões exatas, mas descobrir e mudar isso é uma parte importante do meu trabalho.

Como é a situação atual?
Realmente positiva, porque esta tendência está a começar na Suíça: os seminários estão a tornar-se cada vez mais populares. E estamos ainda a realizar eventos para toda a equipa de profissionais de saúde oral. Tenho a impressão de que os seminários para posicionar, treinar e construir equipas estão a ser reconhecidos e apreciados.

Estudou história da arte. O que é que isso tem a ver com dentes?
Antes do iTOP, pensava que não havia nada em comum, agora sei que escovar os dentes é uma arte. E quando nos começamos a envolver na profilaxia oral, abre-se uma enorme riqueza de discussões e oportunidades, assim como acontece com choques de culturas e opiniões, incluindo temas como recursos e os investimentos do governo.

Também dirige uma galeria de arte independente. Existe alguma semelhança entre o iTOP e a galeria de arte?
Sim, para dirigir uma galeria de arte indepentente é preciso a visão e a crença de que aquilo que estamos a fazer é necessário. Trabalhar numa galeria de arte leva tempo, exige esforço e é muito desafiante.

E quanto ao iTOP?
Na verdade, é igual. O iTOP também tem uma visão que, claro, vai demorar algum tempo a ser implementada. Isso não vai acontecer da noite para o dia.

Que visão?
As pessoas interessadas devem ter a oportunidade de receber formação de profissionais de saúde oral e assumir a responsabilidade de treinar os seus pacientes em higiene oral. Esta é a nossa visão. Os profissionais de saúde oral podem cumprir com a sua responsabilidade de ajudar a manter os pacientes saudáveis. Para mim, cuidar da expansão de uma rede internacional de profissionais de saúde oral que se preocupam com o futuro da prevenção é uma tarefa muito agradável.

Obrigado por esta entrevista. Desejamos o melhor para o seu projeto!

Contacto:

iTOP
Laura Breitschmid
Amlehnstrasse 22
6010 Kriens
Tel: +41 41 319 45 23
Fax: +41 41 319 45 90
info@itop-dental.com
www.itop-dental.com

xs
sm
md
lg